Voltar

Momento histórico: Centro Cirúrgico do Hospital Municipal de Tangará foi ativado nesta segunda-feira

O Prefeito de Tangará da Serra Vander Masson cumpriu a promessa de campanha e colocou para funcionar o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito. São três salas cirúrgicas, uma sala de parto, uma sala para preparo de RN (recém-nascido) além de uma sala de recuperação pós-anestésica. O hospital que já foi […]

Publicado em 13/03/2023

O Prefeito de Tangará da Serra Vander Masson cumpriu a promessa de campanha e colocou para funcionar o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito. São três salas cirúrgicas, uma sala de parto, uma sala para preparo de RN (recém-nascido) além de uma sala de recuperação pós-anestésica.


O hospital que já foi chamado de Unidade Mista de Saúde ganhou também 10 leitos de UTI Geral, sendo dois de isolamento e um complexo para exames de imagens, raio x, ultrassom e tomografia. Num primeiro momento, o poder público municipal está investindo cerca de 15 milhões de reais para ativar o centro cirúrgico e permitir que procedimentos de baixa complexidade sejam feitos aqui mesmo no município, dentro de instalações públicas.


Bastante emocionado, o chefe do Executivo Municipal enalteceu o empenho dos gestores que o antecederam, valorizando o esforço de cada administrador. “[…] mas é nessa gestão estamos colocando para funcionar o centro cirúrgico. Trabalhamos para que esse hospital seja um local de cuidar das pessoas, amenizar seus sofrimentos”, pontuou, acrescentando que o desejo sempre é fazer o melhor.
No ato simbólico realizado na manhã desta segunda-feira (13/03), em frente ao hospital municipal, estiveram presentes, entre outros, o Deputado Estadual João José de Matos, o Presidente da Câmara de Vereadores Rômer Japonês, secretários municipais, vereadores, representantes da sociedade civil organizada e integrantes do quadro clínico, dentre eles destacamos o novo diretor clínico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Abinadab Siqueira.


O principal entrave para funcionamento do Centro Cirúrgico sempre esteve às voltas da administração dos serviços especializados e os recursos. As questões foram resolvidas com a contratação de empresas terceirizadas – portanto na unidade de saúde temos uma parceria público-privada – e o aporte dos recursos a partir da destinação de 15 milhões de reais autorizada pela Câmara Municipal. “Até esse momento fomos nós que trabalhamos: Câmara Municipal, Administração Municipal… a partir de agora é com a equipe médica.” disse ao se dirigir aos presentes o Presidente da Câmara Municipal, Rômer Japonês.
Wellington Bezerra, Secretário Municipal de Saúde destacou o momento histórico que o município viveu neste 13 de março: “A equipe tem se desdobrado para fazer isso tudo acontecer. Com lisura, com muita transparência conduzimos o processo de escolha das empresas que foram contratadas”, disse. Conforme o secretário, as metas são ambiciosas na área da saúde pública. Está no planejamento uma nova Unidade de Pronto Atendimento e a base do SAMU.

Clairton Weber – Assessoria de imprensa